Notícias Recentes

O TAL – Teatro Amador de Lanheses

Estreia da peça “Ai, Sr. Professor! Amores e desamores de um professor de aldeia.”

Cartaz Teatro

O TAL estreou uma nova peça, intitulada “Ai, Sr. Professor! Amores e desamores de um professor de aldeia”, no dia 9 de abril, no Auditório Gabriel Gonçalves.

Com produção da Junta de Freguesia de Lanheses, a peça é um original de Sérgio Moreira e teve encenação de Alexandre Martins. O elenco, composto por treze elementos, a contra-regra, os técnicos de luz e som e todos os que colaboraram na construção do cenário e guarda-roupa e na logística estão de parabéns.

O TAL irá levar o teatro amador de Lanheses a outras salas, com início no Salão Paroquial de Perre, no dia 6 de maio, às 21,30 horas.

 

MENSAGEM DA JUNTA DE FREGUESIA

Lanheses tem tradição em teatro. Os ecos chegam-nos desde a primeira metade do séc XX e relatam feitos inesquecíveis e orgulho numa comunidade que, então, soube elevar-se também pela cultura.

Os tempo mudaram, as estreias rarearam, mas a tradição e a responsabilidade de a manter viva permaneceram.

Neste sentido a Junta de Freguesia de Lanheses tudo tem feito para que o teatro em Lanheses ganhe um novo fôlego. A construção do Auditório Gabriel Gonçalves e o seu apetrechamento permitiram dotar a freguesia de um espaço com condições para a atividade teatral regular. No último ano, o TAL – Teatro Amador de Lanheses – estreou uma peça, foram exibidas quatro peças de outros grupos amadores e profissionais e promoveu-se uma formação em artes cénicas.

A peça “Ai, Sr. Professor!” representa mais um marco importante por diversos motivos, em especial por ser uma produção quase exclusiva da nossa comunidade.

Está de parabéns o TAL e toda a freguesia de Lanheses! Em palco, nos bastidores ou na plateia cabe a todos uma parte da responsabilidade de projetar no futuro a tradição teatral que herdou.

O Executivo da Junta de Freguesia, em nome do TAL, agradece a presença e deseja que a sessão seja do seu agrado.

SINOPSE

Algures numa época em que o Professor ainda era o expoente máximo do rigor, da disciplina e da seriedade, conta-se a história de um Mestre-Escola que tomba de amores por Maria, a mãe de um dos seus alunos. Ao trabalhar numa aldeia pequena, igual a tantas outras, o Professor vai-se esforçar por manter a moral e os bons costumes. Mas numa comunidade pequena, mais cedo ou mais tarde, tudo se vem a descobrir. Como será que o Mestre-Escola vai lidar com esta situação?

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA

Texto Sérgio Moreira

Produção Junta de Freguesia de Lanheses

Encenação Alexandre Martins

Ass. de encenação Irailda Sousa, Manuela Rodrigues

Coreografia Rosário Barros, Delfina Rocha, Diana Rocha, Vera Marinho

Luz Rui Gonçalves

Contra-regra Márcia Amorim

Técnico de som/ luz Alexandre Martins, Miguel Oliveira

Execução do dispositivo cénico Ana Batista, Benjamin Sousa, Carlos Castro, Conceição Sá, João Rios, Piedade Silva

Grafismo Filipe Rocha

Logística Cristina Rocha, Filipe Rocha, Hélio Franco

ELENCO

Narrador José Sousa

Professor Moisés Rebouço

Maria Irailda Sousa

Beatas Emília Castro, Esmeralda Rocha, Helena Brandão

Manuel/ Sr. Castro Marsal Pereira

D. Rosa/ D. Rosário Rosa Franco

Tasqueira Manuela Rodrigues

Jogadoras Rosário Barros, Delfina Rocha, Diana Rocha, Vera Marinho

O TAL agradece a todos os que tornaram este espetáculo possível colaborando, direta ou indiretametne, e/ou emprestando roupas e adereços.

© 2022 Junta de Freguesia de Lanheses. Todos os direitos reservadosDatamind

Pesquisar